• Blog
  • 5 motivos para realizar check-up oftalmológico na volta às aulas

5 motivos para realizar check-up oftalmológico na volta às aulas

Criança realizando um check-up oftalmológico

Alterações da visão ou doenças oculares podem ocorrer em qualquer época da vida, a partir do nascimento. Por essa razão, deve ser considerada para as crianças a realização de avaliação oftalmológica todos os anos, desde o início do processo de alfabetização.

Conheça, então, 5 principais motivos para realizar um check-up oftalmológico na volta às aulas.

1. Criar uma rotina anual de exames

Doenças oculares podem acontecer em quaisquer fases da vida. Entretanto, devido ao excesso do uso de dispositivos móveis (celulares e tablets), a incidência de problemas relacionados a visão tem aumentado consideravelmente nos últimos anos.

Algumas doenças oculares podem piorar se o tratamento a ser instituído demorar a começar. Isso pode ser evitada com check-up oftalmológico regular.

Desse modo, ainda que durante as férias não tenham ocorrido queixas ou quaisquer manifestações de incômodos, as crianças vão ser avaliadas. É comum no retorno às atividades escolares e como resultado do uso mais intenso de computadores, por exemplo, aparecerem sintomas como dores de cabeça e cansaço visual.

Procedendo desse modo, se houver alguma irregularidade poderá ser logo tratada, evitando-se complicações. Uma rotina anual poderá garantir a tranquilidade de saber quando tudo está bem ou se há necessidade de alguma medida corretiva.

2. Diagnosticar possíveis erros refrativos

Em muitos casos, não há uma queixa específica da criança a respeito de sua condição visual. Em algumas ocasiões, os professores podem observar alguns sinais do aluno durante a aula, como piscar muito, coçar os olhos com frequência ou franzir a testa para enxergar.

De modo geral, as principais causas desses comportamentos são os erros refrativos ou vícios de refração, que são:

  • miopia (dificuldade para enxergar longe);
  • hipermetropia (dificuldade de enxergar perto);
  • astigmatismo (visão distorcida).

A maior parte dos erros refrativos pode ser corrigida com o uso de óculos ou lentes de contato. No entanto, a correção não elimina o erro, mas o corrige.

3. Evitar possíveis danos no rendimento escolar

Os primeiros anos, período em que se desenvolve a alfabetização, são os mais sensíveis ao surgimento de dificuldades na visão. Nessa fase, uma acuidade visual com limitações pode ser prejudicial ao aprendizado infantil.

Crianças com limitações na capacidade de enxergar podem perder o interesse pelo estudo mais facilmente. A dificuldade visual não percebida pode ser associada ao ato de estudar e a criança tende a se desinteressar.

4. Manter a saúde ocular das crianças

A importância da saúde ocular da criança não se limita às atividades inerentes ao aprendizado escolar. Na verdade, pode se refletir em todos os segmentos do universo infantil, dependendo das dificuldades que surgirem para a rotina dos pequenos, assim como dos sintomas que provocar.

Crianças, por natureza, estão em desenvolvimento, o que se dá em várias frentes. As condições físicas afetam diretamente o emocional e, por essa razão, problemas na visão podem induzir a um comportamento diferenciado.

5. Ensinar cuidados importantes com os olhos

Além da avaliação oftalmológica, é fundamental considerar para a criança cuidados, como:

  • nunca esfregar ou coçar os olhos;
  • evitar tocar os olhos sem lavar as mãos;
  • não usar óculos de outra pessoa;
  • evitar olhar diretamente para o sol;
  • utilizar óculos de proteção quando nadar;
  • não permanecer por muito tempo com o olhar fixo na tela de computador ou celular.

A visita ao médico oftalmologista anualmente para realizar um check-up após as férias é uma boa forma de desenvolver hábitos preventivos de cuidado com a saúde.

O hábito preventivo deve se estender para todos os aspectos da saúde da criança e, em especial, para aqueles nos quais ela pode ter alguma participação. Dessa forma incorpora-se no processo educativo infantil um dos mais importantes hábitos para toda a vida.

Considere, finalmente, que havendo possibilidade, as consultas oftalmológicas devem ser conduzidas em uma mesma clínica de sua confiança. Desse modo, o oftalmologista garante o conhecimento do histórico da saúde da criança e todo o acompanhamento é facilitado.

Com isso, você pode perceber a importância da realização de um check-up oftalmológico anualmente.

Gostou do post? Não deixe de conhecer as principais razões pelas quais as crianças devem ser levadas ao oftalmologista desde cedo.

5 motivos para realizar check-up oftalmológico na volta às aulas
5 (100%) 1 vote[s]
Dra. Thais Mendes

Dra. Thais Mendes

Médica Oftalmologista; Especialista em Retina Clínica e Cirúrgica; Aluna de pós-graduação/doutorado UNIFESP-EPM; Retina Research Fellowship (University of California San Francisco 2012-2014); Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. Fellowship Clínico e Cirúrgico em Retina e Vítreo (Instituto Suel Abujamra 2009-2012); Fellowship de Ultrassom Ocular (Santa Casa de São Paulo 2011-2012).

Deixe um comentário