• Blog
  • Corpo estranho no olho: Saiba o que fazer nesta situação!

Corpo estranho no olho: Saiba o que fazer nesta situação!

Entenda o que fazer quando estiver com um corpo estranho no olho

É bem provável que você já tenha sentido a sensação de estar com um corpo estranho no olho. De repente, surge um incômodo diferente ao fazer movimentos como piscar ou olhar para um ponto fixo.

Sabe quando alguém diz que está com um “cisco” nos olhos? Apesar de essa ser uma situação comum, é preciso ter muito cuidado para não acabar prejudicando a sua visão. Manter a calma e não tomar medidas impulsivas é o primeiro passo para evitar complicações ainda piores.

Quer saber o que fazer quando isso acontece? Continue acompanhando as recomendações abaixo para não colocar a saúde dos seus olhos em risco.

Lave com água corrente

Ao perceber o desconforto, é bom não tentar tirar o corpo estranho com as próprias mãos. Uma forma de solucionar o caso é lavar com água corrente e abundante para ver se a causa do desconforto é removida. Você pode fazer isso posicionando os olhos debaixo de um chuveiro ligado ou mesmo de uma torneira, tomando cuidado para o fluxo não ser tão forte.

Após fazer essa lavagem, procure ficar tranquilo e com os olhos fechados por um período. Abra e sinta aos poucos se a questão parece ter sido resolvida.

Faça compressas geladas 

Outra dica para aliviar a irritação causada pela presença do corpo estranho é preparar compressas geladas, o que ajuda especialmente em casos de inchaço e dores.

O material em baixa temperatura (bolsa térmica) pode ser posicionado no local e protegido com uma toalha para não ser tão agressivo — lembre-se que o gelo pode até queimar a pele.

Deixe a compressa por alguns minutos sem fazer pressão nos olhos. Você não vai conseguir solucionar totalmente o problema, mas pelo menos deve cessar um pouco a sensação desagradável.

Use objetos limpos quando necessário

Uma das reações mais comuns de quem está sentindo algum tipo de incômodo nos olhos é colocar o dedo para esfregar ou tirar o corpo estranho, não é mesmo? É como um ato instintivo e provocado pela coceira.

Porém, assim como não devemos colocar as mãos sujas, não podemos aproximar nenhum outro objeto que possa estar contaminado — como panos, canetas ou qualquer outro instrumento que teoricamente pode auxiliar na remoção da partícula.

Confira algumas dicas práticas:
  • se as partículas forem pequenas e numerosas (tipo pó), siga a recomendação de lavar com fluxo de água corrente;
  • se o objeto estiver no canto externo do olho, use um papel limpo para retirá-lo;
  • se o corpo estiver na pálpebra inferior, tente movimentá-lo com o auxílio da água ou de um cotonete até que ele saia da região;
  • se não conseguir enxergar nenhuma partícula, possivelmente ela deve estar sob a pálpebra superior. Um movimento contínuo (de abrir e fechar os olhos) deve ajudar no seu deslocamento.
De toda forma, evite ser tomado pelo sintoma de desespero, sobretudo pelo risco de pegar qualquer coisa pontiaguda por perto para mexer no local ou algo que possa piorar o ocorrido (algumas pessoas correm para o algodão, que também pode deixar vestígios).

Tenha sempre em mente que o olho é um dos órgãos mais sensíveis do nosso corpo e merece toda a cautela para não ser atingido. Um pequeno deslize é capaz de causar ferimentos na córnea, o que é completamente indesejável, certo?

Procure um oftalmologista

Ter um corpo estranho no olho, como um grão de areia ou de poeira, é algo que acontece no dia a dia. Em meio a uma ventania, esses tipos de resquícios são facilmente espalhados e acabam “atingindo” alguém. Nesses casos, normalmente é possível resolver com alguns cuidados caseiros.

Contudo, existem quadros mais graves e que requerem o exame de um profissional. Pode ser que um caco de vidro, por exemplo, tenha entrado no seu olho e isso precise ser avaliado para que não ocorram danos ainda maiores.

Aliás, mesmo em situações corriqueiras vale a pena ir ao oftalmologista, principalmente se o desconforto persistir (ainda que seja mínimo). Tudo que comprometa a sua visão precisa ser acompanhado por um especialista.

Geralmente, o médico aplica um colírio próprio para conseguir observar todos os possíveis objetos que estejam retidos na região ocular. Depois, ele avalia qual o melhor método de extrair a partícula e se há necessidade de prescrever algum tratamento.

Durma sem lentes de contato

Por último, uma dica que deve ser sempre lembrada é não dormir com lentes de contato. Talvez você não as considere um corpo estranho, pois já está bem acostumado a usá-las.

Contudo, durante o sono, é recomendável deixar os olhos descansarem sem nada incomodando. O perigo maior está na falta de lubrificação e falta de oxigenação, que aumenta a adesão da lente na córnea. Enquanto estamos acordados, o fato de piscar os olhos frequentemente não deixa o local seco — ao contrário do que acontece quando ficamos muito tempo com os olhos fechados.

Até mesmo as maquiagens precisam ser removidas por completo, evitando que os seus resquícios causem irritação. 

Enfim, todos esses cuidados ajudam a preservar a boa visão ao longo da vida, já que o nosso bem-estar e a realização das nossas atividades cotidianas dependem dela.

Viu quais são as dicas para lidar com um corpo estranho no olho? Se isso acontecer com você, a partir de agora você já sabe o que fazer! Para entender melhor por que não é recomendado dormir com lentes de contato, complemente a sua leitura com outro artigo cheio de informações úteis!

Avatar

Prof. Dr. Alexandre Rosa

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e doutorado em Oftalmologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. Especialista em doenças da retina e vítreo pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Professor de Oftalmologia da Universidade Federal do Pará.

Participe do grupo exclusivo no telegram sobre doenças visuais.

Quero Participar!
Open chat
Olá...Posso ajudar?