fbpx
  • Blog
  • Como a oclusão da artéria central da retina pode afetar sua visão?

Como a oclusão da artéria central da retina pode afetar sua visão?

Como a oclusão da artéria central da retina pode afetar sua visão?

A oclusão da artéria central da retina é uma doença oftalmológica grave caracterizada pela perda repentina da visão, em geral, num dos olhos. Embora afete ambos os sexos, é mais frequente em homens acima dos 60 anos.

É uma doença extremamente grave, cujo tratamento deve ser instituído dentro de algumas horas após o início, pois do contrário sequelas importantes irão ocorrer..

Então, continue a leitura e saiba como a oclusão da artéria central da retina pode afetar a sua visão, quais as causas e fique de olho para se prevenir.

Do que se trata a oclusão da artéria central da retina?

É o bloqueio do fluxo sanguíneo na artéria central da retina, ou seja, há a interrupção brusca de todo o suprimento sanguíneo para o olho. Geralmente decorre de embolismo, que é quando há a obstrução do fluxo sanguíneo por um êmbolo.

Para entender melhor, vamos fazer a seguinte analogia, imagine que existe um cano central que é responsável pela chegada de água em uma casa. Se esse cano for entupido por algum material, a casa deixará de ser abastecida/ nutrida pela água.

No caso do olho, o cano seria a artéria central da retina e o material que o obstrui seria o êmbolo.

O quadro caracteriza-se por perda visual unilateral, súbita e indolor. Como já destacado, ocorre mais em idosos, porém também pode ser vista em adultos jovens.

E quais as principais causas?

A oclusão da artéria central da retina pode ser secundária a uma embolia ou trombose. Os êmbolos podem ser originários de:

  • endocardite;
  • placas ateroscleróticas;
  • gordura;
  • mixoma atrial.

Não podemos deixar de mencionar que a arterite de células gigantes também é uma das causadoras dessa doença. Já em jovens adultos a causas costuma ser anomalia cardíaca.

Como se dá o diagnóstico?

A principal suspeita ocorre quando o paciente apresenta perda de visão súbita e indolor. O principal meio de diagnóstico é através do exame de fundo de olho, também conhecido como mapeamento de retina.

Externamente o olho não apresenta quaisquer anormalidades, não fica vermelho, não arde, não coça, não tem secreção, não dói. Contudo, quando se avalia o fundo de olho, observa-se um aspecto bem característico desta doença, que chamamos de mácula em cereja.

Esse aspecto ocorre devido a presença de um embranquiçamento da retina central com a região central avermelhada (foto abaixo).

 

Imagem de um fundo de olho mostrando macula em cereja.

Imagem de um fundo de olho mostrando macula em cereja.

 

A coloração branca da retina desaparece em um período de duas a seis semanas, deixando os vasos com afilamento importante e atrofia do nervo óptico.

Alguns exames complementares podem ser solicitados para auxiliar no diagnóstico e acompanhamento, dos quais podemos destacar a angiofluoresceinografia e o OCT.

Como é o tratamento?

O tratamento basicamente engloba a redução da pressão intraocular e deve ser realizado de imediato, caso a oclusão tenha ocorrido dentro de 24 horas. Outra medida é buscar a redução da pressão intraocular por meio de colírios hipotensores oculares. Além disso, pode-se utilizar massagem digital intermitente sobre a pálpebra fechada ou paracentese da câmara anterior.

O intuito dessas medidas é induzir a um deslocamento do êmbolo para uma ramificação da artéria menos importante. Assim, haverá redução da isquemia retiniana.

Alguns casos, com causas inflamatórias como vasculares e  oclusão secundária a arterite temporal podem precisar de tratamento com corticoides sistêmicos.

Como a oclusão de artéria central da retina é em geral provocada por uma alteração sistêmica, é importante que façamos exames de rotina, sobretudo cardiológicos, para evitar essa temida complicação ocular. Os pacientes acometidos pela doença devem também ter uma avaliação cardiológica atualizada.

Gostou das nossas informações? Então não deixe de compartilhar este artigo em suas redes sociais e ajude os seus amigos. Lembre-se: a prevenção é o melhor remédio.

Como a oclusão da artéria central da retina pode afetar sua visão?
4.7 (93.33%) 6 votes

Posts relacionados

Deixe um comentário