• Blog
  • Retinose Pigmentar: conheça as causas, os sintomas e os possíveis tratamentos

Retinose Pigmentar: conheça as causas, os sintomas e os possíveis tratamentos

retinose pigmentar

Você já ouviu falar sobre a Retinose Pigmentar? É uma doença ocular que se manifesta ainda na juventude, e que precisa de acompanhamento próximo e constante com o oftalmologista, em razão da gravidade que apresenta.

Continue lendo este artigo e informe-se com mais detalhes sobre esse problema que precisa de atenção.

O que é Retinose Pigmentar?

A Retinose Pigmentar se trata de uma série de alterações de origem hereditária. Ela provoca uma degeneração da retina, parte importante do sistema ocular, responsável por transfomar a luz em sinais elétricos e enviá-los para o cérebro.

Acontece uma perda da visão gradual, porque os cones e bastonetes (células fotorreceptoras da retina), aos poucos, degeneram. Dessa forma, a retina deixa de captar a luz como deveria.

Pacientes que apresentam a Retinose Pigmentar estão inclusos em dois grupos: aqueles em que o problema se manifesta apenas nos olhos e aqueles que manifestam outras formas do problema ou doenças sistêmicas, que incluem:

  • Síndrome de Usher;
  • Amaurose Congênita de Leber;
  • Distrofia de Cones e Bastonetes;
  • Síndrome de Bardet-Biedl;
  • Refsum.

Quando a Retinose Pigmentar se manifesta como uma doença sistêmica, o paciente sofre com outras alterações orgânicas, como surdez ou alterações auditivas e obesidade, por exemplo.

O que causa essa doença?

A Retinose Pigmentar é ocasionada por alterações genéticas hereditárias. Embora não seja um problema que se adquire em função de agressões, infecções ou inflamações, acredita-se que a exposição à radiação solar possa ser um fator agravante para algumas formas da doença.

Estima-se que a Retinose Pigmentar tenha incidência de 1 em cada 4000 pessoas, e que sejam cerca de 45 os genes que podem sofrer alterações. Com o avanço nos estudos da genética, é esperado que, no futuro, seja possível identificar a alteração genética de cada paciente e suas probabilidades de perda da visão, para, então, indicar o tratamento adequado em cada caso.

Os únicos fatores de risco da doença são para os pais que já possuem um filho com o problema e decidam ter um segundo, que pode tê-lo também. Ou, nas uniões congênitas, por exemplo casamento entre primos, que aumentam o risco dessas alterações.

Quais sintomas podem indicar a Retinose Pigmentar?

O sintoma inicial da Retinose Pigmentar é a perda da visão noturna, porque os bastonetes (células estimuladas pela luz fraca), são os primeiros a serem afetados.

Esse problema também afeta a visão periférica — aquela que nos permite enxergar as laterais sem desviar os olhos — e, com o tempo, pode evoluir para a perda da visão central e catarata.

Os primeiros sinais da doença podem se manifestar logo na infância ou na adolescência, evoluindo até a terceira idade. Por isso, os pais devem estar atentos aos seus filhos para que o quadro possa ser diagnosticado precocemente, garantindo mais qualidade de vida para essas pessoas.

Existe tratamento para esse problema?

Atualmente, a Retinose Pigmentar ainda não possui um tratamento eficaz que possa reverter o problema. Nos casos em que o paciente manifesta doenças sistêmicas, é possível tratar esses problemas mas, reverter os danos na retina, não.

Os estudos caminham para que, no futuro, seja possível evitar a degeneração celular e impedir que os fotorreceptores degenerem. Encontram-se em fase de testes métodos que envolvem células-tronco e o chip de retina. Os primeiros resultados estão apresentando dados animadores.

Tratamentos milagrosos para Retinose Pigmentar não existem. A única forma de oferecer qualidade de vida para os portadores das alterações é por meio do acompanhamento com o oftalmologista, especialmente com o retinólogo, para que se possa controlar o avanço da degeneração.

Continue aprendendo sobre a saúde dos olhos para saber como cuidar de sua visão. Assine nossa newsletter para ter acesso a conteúdos interessantes e úteis como este!

Retinose Pigmentar: conheça as causas, os sintomas e os possíveis tratamentos
5 (100%) 1 vote

Posts relacionados

Comentários (10)

  • Nicy

    |

    Olha retinaPro minha mãe tem retinose pigmenta e glaucoma e catarata ela pode fazer cirurgia pra retiro da catarata ou não ela quause não encherga mais

    Reply

    • RetinaPro

      |

      Ola Nicy, obrigado pelo contato. Não há contra indicação para realizar a cirurgia de catarata em indivíduos com retinose. Atenciosamente, Equipe RetinaPro (Dr Alexandre, Dr Edmundo e Dra Thais).

      Reply

  • Lídia Dias

    |

    Bom dia sou do Rio de janeiro Nilópolis.. preciso de um endereço na minha região pra consulta. Por favor.

    Reply

    • RetinaPro

      |

      Ola Lidia, infelizmente ainda nao temos unidades no RJ. att RetinaPro.

      Reply

  • Rafaella Mendes

    |

    Olá minha tem Retinose Pigmentar, a gente é do Maranhão ela faz um tratamento mas n tá adiantando de nada, por favor alguém me ajuda, o que ela deve fazer ou procurar, pra ver se melhorar, por favor me ajudem!
    Não sabemos mais o que fazer.

    Reply

  • Rafaella Mendes

    |

    Olá minha tem Retinose Pigmentar, a gente é do Maranhão ela faz um tratamento mas n tá adiantando de nada, por favor alguém me ajuda, o que ela deve fazer ou procurar, pra ver se melhorar, por favor me ajudem!

    Reply

    • RetinaPro

      |

      Oi rafaela. Infelizmente, é dificil opninar sem sabar ao certo o que esta havendo e fazer uma avaliação nela. Atenciosamente, Equipe RetinaPro.

      Reply

  • Odete Nascimento

    |

    Sou portadora de Retinose pigmentar, e tenho neurofibromatose

    Reply

  • lourival custodio de oliveira

    |

    sou portador de retinose pigmentar,gostaria de fazer exames em uma clinica especializada,para ter um laudo tecnico em mãos o tipo é um dos mais raros o fator x . mas não posso bancar tais exames,fico triste em saber que existe oftalmos que sequer conhece a doença…se puderem me ajudar eu ficaria feliz em saber que alguem se interessou pelo problema..posso até ser útil para estudantes..

    Reply

    • RetinaPro

      |

      Ola Lourival, obrigado pelo seu contato…O ideal é que você possua um laudo emitido por um serviço oftalmológico publico, pois para requerer os benefícios aos quais você tem direito a maioria das instituições só aceitam laudos destes locais. Sugiro você procurar um serviço universitário perto da sua cidade, na maioria dos locais eles fazem esse tipo de laudo. Atenciosamente, Equipe RetinaPro.

      Reply

Deixe um comentário