• Blog
  • Problemas de visão causam dor de cabeça? Descubra aqui!

Problemas de visão causam dor de cabeça? Descubra aqui!

Será que problema de visão causa dor de cabeça? Descubra aqui!

A dor de cabeça é o tipo de dor mais comum que acomete na humanidade. Mas saber que problemas de visão causam dor de cabeça (cefaleia, enxaqueca) pode ajudar a resolver o sofrimento de muita gente.

Saiba que diversos distúrbios da visão podem ser a origem dessa dor que, em muitos casos, acompanha a pessoa durante anos. Assim, considere essa possibilidade quando estiver procurando as causas de ocorrências frequentes.

Continue a leitura e descubra quais são os principais problemas de visão que causam dor de cabeça.

Astigmatismo

O astigmatismo é um distúrbio que resulta de uma curvatura irregular da córnea, que lhe confere um formato mais ovalado. Dessa forma, a visão não consegue ser nítida nem de perto, nem de longe, se apresentando embaçada (esse é um dos sintomas, além da dor de cabeça).

Devido ao formato da córnea, os raios de luz não conseguem convergir para um mesmo ponto na retina e distorcem a imagem. Para tentar resolver, há um esforço contínuo das estruturas da visão, provocando tensão e fazendo surgir a dor.

A principal causa do astigmatismo tem origem genética. Além disso, é importante observar que quase sempre esse problema ocorre juntamente com outros distúrbios da visão: a miopia e a hipermetropia.

A correção do astigmatismo envolve o uso de lentes específicas que apresentam uma espécie de “cilindro”, capaz de eliminar a turvação da visão. Por essa razão, essas lentes são conhecidas como cilíndricas.

Miopia

A miopia é uma dificuldade de visão cuja origem reside no fato do olho ser mais comprido que o normal. Em virtude disso, os raios de luz que chegam ao olho convergem antes de conseguirem alcançar a retina.

Desse modo, a imagem se forma antes e, por essa razão, pessoas com miopia apresentam dificuldade para enxergar coisas distantes. Os objetos aparecem borrados ou com formas indistintas.

Embora a miopia não interfira na visão de objetos que estejam perto, o problema pode ser progressivo se não for tratado. Esse distúrbio da visão provoca dores de cabeça pela tensão que gera na musculatura envolvida.

É muito comum que o paciente míope não corrigido faça um movimento de franzir a testa para tentar enxergar melhor, o que a longo prazo irá resultar em dor de cabeça.

Miopia é um problema que pode ser corrigido com o uso de óculos com lentes côncavas ou negativas. Essas lentes aumentam a divergências dos raios, fazendo com que a imagem seja deslocada para trás em direção à retina.

Vista cansada

A chamada “vista cansada” tem o nome de presbiopia e se caracteriza pela perda da capacidade de enxergar de perto. Muito comum iniciar por volta dos 40 anos, cedo ou tarde, todo mundo passará por essa experiência.

O distúrbio é percebido quando, por exemplo, surge a dificuldade para ler textos com letras pequenas.

O problema tem origem na perda de elasticidade do cristalino, a estrutura que é a lente do olho. Como nos casos de miopia e astigmatismo, o esforço realizado pela estrutura muscular da visão para ajustá-la faz surgir a dor de cabeça.

Para resolver essa condição, o uso de óculos para leitura é necessário. Nesse sentido, as lentes dos óculos fazem o trabalho do cristalino compensando o ajuste necessário e normalizando a visão.

Glaucoma

O globo ocular é preenchido por um líquido chamado humor aquoso, deve existir um equilíbrio entra o que é produzido e o que é drenado de humor aquoso. Quando essa drenagem não ocorre adequadamente, há um aumento da pressão intraocular, a qual vai incidir sobre o nervo óptico.

Em consequência, a acuidade visual vai sendo afetada cada vez mais, podendo resultar em perda da visão. No Brasil, a doença é considerada uma das principais causas de cegueira.

A dor de cabeça surge como um dos sintomas do glaucoma, como resultado da pressão aumentada dentro do globo ocular. Essa ocorrência leva os nervos a uma transmissão irregular da dor que se reflete na cabeça.

É importante ressaltar que o glaucoma não causa sintomas na maioria das vezes, por isso é uma doença muito perigosa. Em geral, a dor no olho ou dor de cabeça só ocorre quando a pressão ocular está muito alta.

Nesse caso, o tratamento pode ser medicamentoso ou envolver a necessidade de uma intervenção cirúrgica específica.

Uveíte

A úvea é uma porção média do globo ocular formada por 3 regiões:

  • a íris, a parte colorida do olho, que representa a porção anterior;
  • o corpo ciliar, uma estrutura que produz o humor aquoso, representa a parte intermediária da úvea;
  • a coroide, uma camada vascular situada atrás da retina.

A uveíte, por sua vez, é a inflamação dessa região do olho, mas que pode atingir outras partes o olho. Além da dor de cabeça provocada pela inflamação, ocorrem hiperemia ocular (vermelhidão nos olhos), fotofobia (sensibilidade aumentada à luz) e embaçamento visual, entre outros sintomas.

A principal causa de uveíte no Brasil é a toxoplasmose, uma doença infecciosa provocada pelo protozoário Toxoplasma gondii. Esse microrganismo está presente, principalmente, nas fezes dos gatos, o que faz com que os locais frequentados por esses animais exijam cuidados adequados para evitar riscos de contaminação.

Crianças e gestantes devem ser especialmente cuidadosos quanto às possibilidades de contaminação. Assim, devem evitar ambientes como as proximidades de caixas de areia em parques públicos e qualquer local que possa ser livremente frequentado pelos felinos.

Outras causas importantes que podem desencadear a uveíte são doenças reumáticas como artrite reumatoide e lúpus, entre outras. Por sua vez, o tratamento depende da causa, podendo ser por meio de antibióticos ou anti-inflamatório, mas, de qualquer modo, deve ser iniciado o mais cedo possível.

A dor de cabeça pode ser um sintoma inicial de alguns problemas de visão. No entanto, esse aviso de que alguma coisa pode estar errada deve ser levado a sério.

Assim, saber que problemas de visão causam dor de cabeça nos ajuda no sentido de procurar um oftalmologista sempre que houver frequência desse tipo de dor. Essa é uma iniciativa muito importante, pois muitos desses problemas de visão podem ser tratados e a dor resolvida.

Gostou do post? Então, com certeza, você gostará de saber quais os principais problemas de visão que podem ser corrigidos com o uso de óculos.

Avalie esta publicação
Avatar

Prof. Dr. Alexandre Rosa

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e doutorado em Oftalmologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. Especialista em doenças da retina e vítreo pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Professor de Oftalmologia da Universidade Federal do Pará.

Deixe um comentário