• Blog
  • 4 motivos porque o uso de celular faz mal à visão de crianças!

4 motivos porque o uso de celular faz mal à visão de crianças!

4 motivos porque o uso de celular faz mal à visão de crianças!

Há alguns anos atrás, a preocupação dos pais se limitava ao tempo que seus filhos passavam na frente da televisão.

Atualmente, isso está relacionado ao uso de tablets, smartphones e computadores, visto que as crianças preferem passar seu tempo dentro de casa usando esses dispositivos, em geral do que brincar ao ar livre.

É possível constatar essa nova realidade com dados gerados pelo Centro de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação, que afirmam que cerca de 70% das crianças e adolescentes utilizam a internet pelo menos uma vez ao dia.

Para a saúde ocular, essa mudança de comportamento tem vários pontos negativos. O primeiro é que, ao escolher uma tela para brincar em detrimento das brincadeiras tradicionais, a criança utiliza sua visão de perto na maior parte do tempo. Dessa forma podem surgir diversos problemas oculares

Além disso, a luz emitida pelos aparelhos pode causar dificuldade para dormir e ressecamento nos olhos, assim como a vista embaçada.

Para que você possa se informar sobre o assunto, separamos neste post 4 problemas oculares que o uso de celular em excesso pode causar no seu filho. Vamos vê-los!

1. Miopia

Tanto ao estudar, como fazer tarefas de casa ou ao usar aparelhos eletrônicos utilizamos a nossa visão de perto a maior parte do tempo.

O olho humano possui uma propriedade chamada acomodação, onde através da contração de alguns músculos intra-oculares há a alteração no formato do cristalino (uma lente natural que temos dentro do olho) para fazer com o que os objetos próximos fiquem nítidos. É o que acontece de maneira análoga nas câmeras fotográficas, o foco precisa se ajustar conforme a distância do objeto.

A consequência do uso excessivo da acomodação é o aumento do comprimento do olho, o que torna a pessoa míope. O míope tem uma boa visão para perto, porém não enxerga os objetos de longe com nitidez.

Infelizmente o aumento de casos de miopia já é uma realidade e essa alteração tem sido diagnosticada em crianças cada vez mais precoce e sem histórico familiar.

2. Dificuldade para dormir

O excesso das luzes dos aparelhos eletrônicos faz com que tenhamos dificuldade em dormir. Para entrarmos em repouso, nosso sistema nervoso central precisa “entender” que a luz do ambiente reduziu, como o que ocorre ao anoitecer. Se ficamos usando o celular até tarde da noite, nosso sistema nervoso não consegue entrar em “modo de repouso”.

3. Dor de cabeça

Em situações em que precisamos manter a visão focada a maior parte do tempo para perto, há uma sobrecarga dos músculos oculares envolvidos no processo de acomodação, portanto é comum que o indivíduo desenvolva dores de cabeça.

4. Olho seco

Piscar os olhos é essencial para lubrificação do sistema ocular e evitar o ressecamento do olho. A frequência ideal do piscar é de  15 a 20 vezes por minuto para garantir uma boa lubrificação.

Todas as vezes que precisamos fixar nossa atenção em algo, como por exemplo ao usar celular, computador, televisão, etc, acabamos permanecendo mais tempo sem piscar, o que leva a evaporação da lágrima e consequentemente ressecamento dos olhos.

É imprescindível procurar um Oftalmologista quando houverem alterações na visão. Afinal, na maioria das vezes só é possível diagnosticar os problemas causados pelo uso de celular com exames específicos.

Sendo assim, se houver qualquer um dos sintomas citados acima, procure um oftalmologista. Esta cansado do mesmo tipo de atendimento, quer experimentar algo  diferente, venha conhecer a RetinaPro. Entre em contato e agende sua avaliação!

4 motivos porque o uso de celular faz mal à visão de crianças!
1 (20%) 1 vote

Posts relacionados

Dr. Alexandre Rosa

Graduado em Medicina pela Universidade Federal do Pará (UFPA/1996) e doutorado em Oftalmologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP/2005). Especialista em doenças da retina e vítreo pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

Deixe um comentário