Infográfico: Degeneração macular

Infográfico: Degeneração macular

A degeneração macular é uma doença que compromete a visão central, dificultando a leitura, a identificação de cores e o reconhecimento de rostos. Além disso, a doença também pode levar à cegueira irreversível.

Apesar de ser uma enfermidade muito séria, infelizmente não há nenhum sintoma nas fases iniciais, o que pode fazer com que a pessoa procure ajuda quando o seu quadro já está muito avançado e já há manchas significativas na sua visão central que não podem ser recuperadas.

Outro agravante que dificulta o diagnóstico é o avanço lento e progressivo da doença, o que faz com que os pacientes se “acostumem” com as manchas e não achem que elas são um problema até se tornarem muito grandes.

Continue lendo para saber mais sobre a degeneração macular e conferir como fazer o download gratuito do nosso infográfico sobre essa doença.

O que é degeneração macular?

A degeneração macular é uma doença caracterizada por alterações na parte central da retina, chamada de mácula. Essa região tem células que são responsáveis pela percepção dos detalhes. Isso quer dizer que toda vez que você está lendo, costurando ou vendo alguma cor, é graças à mácula.

A degeneração dessas células não é causada por uma infecção ou pela exposição a algum fator, é um desgaste natural. Dê play no vídeo abaixo e saiba mais.

Normalmente, está associado com a idade, sendo mais comum entre pessoas com mais de 55 anos, de acordo com a Associação Médica Brasileira (AMB) e Conselho Federal de Medicina (CFM). Ainda segundo a AMB e o CFM, essa doença é a causa mais comum de deficiência visual, seja apenas a perda da visão central ou a cegueira total.

Você pode se interessar: E-book: Degeneração Macular relacionada a idade

Para saber mais, confira a nossa live completa sobre esse tema.

Quais são os tipos de degeneração macular?

A degeneração macular pode ser dividida em dois tipos:

  • seca (atrófica): é o tipo mais comum, causado pelo envelhecimento natural dos tecidos e
  • úmida (exsudativa): é mais rara e a mais séria. É causada pelo crescimento de vasos sanguíneos embaixo da retina.

Saiba mais sobre os tipos dessa doença, sua forma de tratamento e a progressão da enfermidade no nosso infográfico completo. Para baixá-lo, basta clicar no banner abaixo!

Prof. Dr. Alexandre Rosa

Dr. Alexandre Rosa possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Pará (UFPA/1996) e doutorado em Oftalmologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP/2005). Especialista em doenças da retina e vítreo (retinólogo) pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. Atualmente, é médico preceptor da residência médica do Hospital Universitário Bettina Ferro de Souza, além de ser professor de Oftalmologia da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Receba nossos conteúdos exclusivos!
Assine a newsletter para se manter atualizado de todas as novidades


Skip to content