• Blog
  • Entenda os efeitos da radiação ultravioleta nos olhos

Entenda os efeitos da radiação ultravioleta nos olhos

ENTENDA OS EFEITOS DA RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA NOS OLHOS

O uso de protetor solar é bem divulgado nos dias atuais, já que a maioria das pessoas tem conhecimento sobre os efeitos prejudiciais que a exposição excessiva aos raios solares pode trazer à pele e aos outros órgãos do nosso corpo. O que muitas pessoas não sabem é que a radiação ultravioleta também pode prejudicar um dos nossos mais importantes sentidos, a visão.

Os efeitos podem ser tão graves como os que ocorrem na pele. As pessoas que se expõem sem nenhum tipo de cuidado podem desenvolver doenças, como o pterígio, queimaduras graves de córnea, catarata, degeneração macular e várias outras afecções.

Quer saber mais sobre o assunto e como se proteger da radiação ultravioleta nos olhos? Então acompanhe com a gente!

O que é radiação ultravioleta?

A luz do sol chega ao nosso planeta no formato de diversas ondas eletromagnéticas. Essas ondas transportam quantidades variáveis de energia e essa carga dependerá de sua frequência. A luz carrega uma radiação importantíssima para os seres vivos, pois além de aquecer o nosso planeta, ela consegue auxiliar no processo de visão.

No entanto, uma parte dessas ondas pode ser extremamente prejudicial ao nosso corpo, a radiação ultravioleta. Ela apresenta comprimentos de onda pequenos e pode provocar queimaduras e outras doenças mais sérias.

Existem dois tipos de raios UV:

  • UV-A: podem provocar alterações na visão central, como a degeneração da mácula;
  • UV-B: são capazes de danificar a córnea e o cristalino (região dos olhos que absorve esse tipo de radiação).

Para que óculos e protetores ofereçam bom fator de proteção, devem conseguir filtrar esse tipo de radiação. Felizmente, a atmosfera terrestre consegue filtrar a maior parte das ondas que chegam ao planeta, permitindo que possamos usufruir da luz solar normalmente. Contudo, se não utilizarmos nenhum tipo de proteção podemos ser afeados pelos raios que conseguem transpor a barreira.

Por conta do excesso de exposição aos raios UV, podem ocorrer diversos problemas, como o câncer de pele, a catarata precoce e algumas deficiências do nosso sistema imunológico. Por isso, é destacada a importância do uso de protetor solar e outras barreiras de proteção.

Quais problemas podem ocorrer nos olhos pela radiação UV?

Como dito anteriormente, podem surgir diversos problemas nos olhos pela exposição aos raios solares UV-A e UV-B, vamos explicar com mais detalhes alguns deles logo abaixo.

Degeneração macular

A degeneração macular pode provocar a perda de visão em pessoas mais idosas e é uma das causas mais frequentes de cegueira no mundo. A mácula é a região do olho que auxilia na visão com detalhes e, ao ser afetada, reduz e muito a acuidade visual.

Está associada ao envelhecimento, mas pode ser acelerada por alguns fatores de risco, como o tabagismo, a obesidade e a exposição solar. Já que os raios solares são absorvidos nessa região central, seu excesso pode trazer grandes prejuízos à visão.

O processo de dano à mácula não tem cura (a retina não é regenerada), mas pode ser controlado. O diagnóstico precoce associado ao tratamento adequado reduz a chance do paciente perder a visão pela doença.

Dependendo do tipo da degeneração macular, o tratamento pode se dar à base de injeção de antiangiogênicos e com a utilização de dispositivos ópticos auxiliares. Além disso, a utilização de suplementos alimentares à base de zinco e antioxidantes pode reduzir significativamente a evolução da doença.

Catarata

A radiação ultravioleta, em especial os raios UV-B, podem provocar alguns tipos de catarata. A catarata é a opacificação do cristalino, parte dos olhos que é responsável por filtrar e focar os raios de luz.

Quando o cristalino se torna mais opaco, a luz não consegue penetrar nos olhos, tornando a visão e a percepção de cores alterada. Essa doença também costuma ocorrer em pessoas mais idosas, mas pode ser acelerada pela exposição excessiva aos raios solares.

A catarata é a maior causa de cegueira no mundo e vários casos parecem ter sido causados pela exposição excessiva aos raios solares. Ela acelera a opacificação do cristalino e a perda da visão.

O tratamento da catarata tem na cirurgia o único método eficaz. Trata-se de um procedimento comum, regularmente seguro, que consiste na retirada da lente turva do olho, substituindo-a por uma lente artificial, o implante de lente intraocular.

Pterígio

Outra doença relacionada à exposição aos raios ultravioleta é chamado de pterígio. Popularmente conhecida como carne crescida, é uma espécie de membrana fibrosa, associada a pequenos vasos sanguíneos, que cresce na parte branca dos olhos e caminha em direção à córnea.

Esse problema ocorre mais comumente em pessoas que trabalham expostos aos raios solares e ao vento. Sua evolução pode provocar problemas sérios, já que a membrana pode bloquear total ou parcialmente a porção central da visão do indivíduo portador.

A causa mais comum dessa doença é a exposição crônica e excessiva aos raios solares, principalmente quando as pessoas não utilizam a proteção adequada, como óculos de sol. A boa notícia é que pode ser tratado.

Dependendo do grau de desenvolvimento, a simples utilização de compressas frias e medicamentos (colírios lubrificantes e anti-inflamatórios) pode ser suficiente. Casos mais sérios podem ser resolvidos com intervenção cirúrgica.

Queimadura na córnea

Assim como na pele, os raios solares podem causar queimaduras nos olhos, mais especificamente na córnea. Isso pode ocorrer após longas horas de exposição em locais como praias ou estações de esqui. Essas queimaduras podem ser intensamente dolorosas e provocar perda temporária de visão. No entanto, podem e devem ser tratadas logo.

O tratamento da queimadura na córnea consiste em descanso do olho com o uso de compressa fria e com o emprego de colírio anti-inflamatório. O medicamento protege e auxilia na recuperação natural dos tecidos lesados.

Como proteger seus olhos dos raios UV?

Agora que você já sabe da importância de proteger os seus olhos dos raios solares em excesso, vamos dar algumas dicas de como fazê-lo, mostrando atitudes simples para preservar um dos sentidos mais importantes do corpo.

  • o uso de óculos de sol é essencial para proteger seus olhos da radiação excessiva. As lentes conseguem filtrar os raios ultravioleta, protegendo de lesões futuras, mas é importante que você as compre sempre em lojas de qualidade, que ofereçam garantia de proteção;
  • não se exponha à radiação excessiva em horário de grande intensidade (10 às 16 horas). Nesses horários existe muita radiação UV-A e UV-B no ambiente e os riscos de lesão são maiores;
  • evite olhar diretamente para o sol e além do uso de óculos, você pode utilizar bonés, viseiras e chapéus.

Os olhos são as janelas da alma e tão importante quanto proteger a sua pele da radiação solar é se assegurar que os seus olhos estejam sempre saudáveis e sua visão protegida.

Quais as principais formas de exposição à radiação UV?

A radiação UV que alcança o corpo e pode afetar a pele e os olhos resulta essencialmente da exposição ao sol, de onde provém a maior quantidade direta da radiação. No entanto, existem outras fontes não naturais que emitem o mesmo espectro de onda e que podem expor seus usuários a esse perigo.

Câmaras de bronzeamento

As câmaras utilizadas para bronzeamento do corpo operam com lâmpadas que emitem radiação UV. Já existem recomendações dos órgãos internacionais de saúde referentes aos riscos resultantes da utilização desses equipamentos.

Lanternas de luz UV

Lanternas com emissão de luz UV são utilizadas em atividades profissionais, como nas perícias policiais e jurídicas. Do mesmo modo, também são empregadas na captura de escorpiões (esses animais refletem essa luz na escuridão, sendo facilmente localizados).

Capelas de fluxo laminar

Capelas de fluxo laminar são equipamentos de laboratório desenvolvidos para criar um ambiente estéril para a manipulação de material biológico. Existem diversos modelos, cada um adequado a determinado tipo de trabalho e objetivo, mas com a função essencial de esterilizar.

Armadilhas luminosas para insetos

Essas armadilhas utilizam lâmpadas de luz UV que funcionam como um atrativo para um grande número de insetos. Uma vez nas proximidades da lâmpada, o inseto bate nas aletas laterais e caem em um reservatório ou bolsa onde ficam retidos.

Purificadores de ar por UV

Purificadores de ar por UV são comumente utilizados para limpar o ambiente onde pessoas com alergias e distúrbios respiratórios permanecem. O ar é forçado por ventilação a passar por uma lâmpada de luz UV, sendo esterilizado nesse transcurso.

Existem outras formas de radiação nociva?

Embora não sejam emissoras significativas de radiação UV, as telas de smartphones, tablets e computadores emitem luz violeta (ou luz azul). Essa frequência também é danosa à saúde da pele e dos olhos.

Pesquisas recentes confirmaram que a exposição excessiva a esses aparelhos provoca maiores e irreversíveis danos à região do fundo do olho. A luz azul induz à ocorrência de processos fotoquímicos que intoxicam e destroem células da retina, resultando em degeneração macular.

Desse modo, a radiação ultravioleta oriunda de exposição ao sol, assim como a luz azul emitida pelas telas de aparelhos cotidianos podem realmente ser perigosas para a saúde dos olhos. Essas descobertas tornam ainda mais importantes as visitas frequentes ao oftalmologista.

Se você gostou deste post, compartilhe com seus amigos nas redes sociais. Com certeza, eles ficarão agradecidos.

Tags:, ,

Avatar

Prof. Dr. Alexandre Rosa

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Pará (UFPA) e doutorado em Oftalmologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. Especialista em doenças da retina e vítreo pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP). Professor de Oftalmologia da Universidade Federal do Pará.

Participe do grupo exclusivo no telegram sobre doenças visuais.

Quero Participar!
Open chat
Olá...Posso ajudar?