• Blog
  • Retinólogo: a importância do profissional na saúde dos seus olhos.

Retinólogo: a importância do profissional na saúde dos seus olhos.

RETINÓLOGO

Consultas oftalmológicas de rotina são fundamentais para a saúde ocular.  Porém, a avaliação de rotina pode não ser suficiente em alguns casos, pois algumas doenças oculares podem se manifestar de maneira silenciosa, necessitando de uma avaliação especializada. É nesse contexto que o retinólogo, profissional especializado na avaliação da retina e seus componentes, são essenciais, porque são capacitados para uma avaliação completa e detalhada dessa parte do olho, extremamente importante para visão.

Neste post falaremos da avaliação da retina e do papel do retinólogo na detecção de algumas doenças do olho. Continue a leitura e entenda mais sobre esse assunto.

As doenças que afetam a retina

A retina é uma membrana localizada na parte interna dos olhos. Ela é responsável por captar a luz e essencial para enxergarmos com perfeição. De todas as partes estruturais do olho, é, sem dúvida, a mais importante e é aquela que pode apresentar o maior número de alterações.

Doenças sistêmicas (como a diabetes e a hipertensão), idade ou a falta de cuidados podem afetá-la e podem se apresentar como:

Algumas doenças que afetam a retina são as retinopatias (diabética, hipertensiva ou miópica), a DMRI (Degeneração Macular Relacionada à Idade), o descolamento da retina e os tumores intraoculares. Essas doenças podem ocasionar a perda parcial ou total da visão.

Por isso, é importante estar sempre atento a alterações na visão, e também fazer a avaliação de retina com seu oftalmologista como parte da sua rotina.

Pacientes com  diabetes, hipertensão arterial e pessoas que estão na terceira idade, devem procurar o retinólogo periodicamente.

Isso acontece, principalmente, porque algumas doenças retinianas não provocam sintomas precoces e quando o paciente percebe o problema pode estar num estágio avançado, podendo provocar inclusive cegueira parcial ou total. Por isso, é essencial realizar exames complementares.

O exame de mapeamento de retina e seus complementares

No exame de rotina (fundoscopia simples), onde em geral não é feito a dilatação das pupilas, observa-se apenas as estruturas centrais do fundo de olho. Já a avaliação de retina é capaz de analisar toda a estrutura interna do globo ocular, facilitando o diagnóstico mais precoce (e preciso) de algumas doenças oculares.

A avaliação da retina é composta por dois exames diferentes, que são a oftalmoscopia indireta ou oftalmoscopia binocular indireta (também chamado de mapeamento de retina) e a biomicroscopia da retina ou do fundo de olho.

Além destes exames, a angiofluoresceinografia retiniana e a tomografia de coerência óptica (OCT) também auxiliam o diagnóstico e podem ser solicitadas pelo retinólogo, como exames complementares.

O papel do retinólogo

oftalmologista é o profissional em medicina especializado em cuidar da saúde dos olhos. O retinólogo é o oftalmologista especializado no diagnóstico e tratamento das doenças da retina e do vítreo.

Hoje, o retinólogo é o profissional responsável por realizar exames detalhados na retina e diagnosticar doenças que o paciente possa apresentar. Assim, poderá indicar o melhor tratamento para cada caso.

Para sua formação, além de realizar a residência em oftalmologia (três anos), ele precisa fazer o que chamamos de subespecialização (fellowship) em retina e vítreo, com duração de três anos, que contempla uma parte clínica e uma parte cirúrgica. O tempo total para se tornar um retinólogo está em torno de 12 anos de estudo (incluindo a graduação de medicina de 6 anos).

Sendo assim, o retinólogo é o especialista mais indicado para avaliar a retina por meio dos exames citados e avaliar o estado real de saúde do fundo de olho. Além disso, ele é treinado para realizar procedimentos cirúrgicos e clínicos, tratando doenças como o descolamento de retina e a degeneração macular relacionada à idade.

A diabetes e o retinólogo

Visitar o retinólogo com frequência é medida imprescindível para os pacientes que possuem diabetes. Tanto nos portadores de diabetes tipo 1, quanto nos portadores de diabetes tipo 2, é muito comum o surgimento de alterações da retina, como o edema macular diabético e a retinopatia diabética.

Nos casos em que o paciente desenvolve a retinopatia diabética, o nível elevado de glicose no sangue acaba provocando pequenas lesões nos capilares sanguíneos (microvasos) que nutrem a retina. Com o passar do tempo, alguns destes vasos se rompem, provocando hemorragias, podendo causar um descolamento da retina e em casos mais avançados até a perda de visão.

No caso do edema macular diabético, que acaba sendo uma consequência da retinopatia, acontece um inchaço da retina na região central (mácula). O paciente tem perda de qualidade da visão central e esse processo pode levar à perda da capacidade de leitura.

Para se prevenir dessas duas complicações do diabetes, basta seguir algumas regras básicas: Procure ter hábitos de vida saudáveis, com uma alimentação harmoniosa, sempre praticando exercícios físicos e fazendo regularmente o acompanhamento médico de rotina. Deixe de lado o cigarro e não se esqueça de consultar seu retinólogo e tomar a medicação indicada corretamente.

Quando descobrimos a retinopatia precocemente, ela pode ser controlada, por meio de aplicações de laser naqueles vasinhos (microvasos) que estão comprometidos ou com uso da injeção intraocular de medicações. Nos casos mais sérios, em que ocorrem hemorragias ou descolamento de retina, a realização de uma cirurgia (chamada vitrectomia) pode ser considerada.

A hipertensão e o trabalho do retinólogo

Assim como no diabetes, a hipertensão arterial também pode prejudicar os pequenos vasos que irrigam a retina. As artérias tornam-se mais enrijecidas e ocorre diminuição da luz dos vasos, reduzindo a quantidade de sangue que chega ao local.

A retina é um tecido que necessita de altas quantidades de oxigênio para sua manutenção, e, portanto, sofre com a diminuição do aporte. Com o tempo, isso vai provocando a morte celular, o que pode provocar perda de visão. Além disso, a diminuição do calibre dos vasos pode provocar trombose venosa da retina, o que gera uma perda súbita de visão.

O melhor tratamento nesses casos é a prevenção. Visite o retinólogo periodicamente e faça o controle correto da pressão arterial. Alguns casos (sobretudo de trombose) também podem ser usada a fotocoagulação com laser de argônio ou injeção intraocular de medicações, para tratamento dos vasos retinianos ocluídos.

Portanto, quando estiver na hora de fazer sua consulta de rotina com o oftalmologista, veja com ele se há a necessidade de avaliação também pelo retinólogo – principalmente se você é portador de doenças como o diabetes e a hipertensão. Dessa forma, seus olhos estarão realmente bem cuidados.

Se tiver alguma dúvida sobre esse assunto ou precisar do auxílio de um profissional especializado em retinas, entre em contato com a RetinaPro para obter as informações que precisa com nosso time capacitado!

Retinólogo: a importância do profissional na saúde dos seus olhos.
5 (100%) 2 votes

Posts relacionados

Comentários (6)

  • Edvaldo Cardoso de Mota

    |

    Olá RetinaPro.

    Meu pai começou a ter dificuldades para enxergar a partir do olho direito (visão desfocada). O oftalmologista solicitou o exame de mapeamento de retina e de posse do resultado Informou que detectou “buraco na mácula” e terá que fazer uma cirurgia. Gostaria de saber por gentileza o seguinte:

    -Esta cirurgia é segura e garante a cura do problema?
    -A cirurgia é a única forma de resolver o problema ou existe o tratamento com medicamentos?

    Obrigado

    Reply

    • RetinaPro

      |

      Ola Edvaldo, obrigado pelo contato. A medicina não é uma ciência exata, infelizmente, não há como ter garantia que a cirurgia irá resolver o problema, afinal existem variáveis que não são possíveis de serem controladas totalmente (p ex a cicatrização), mas hoje o tratamento cirúrgico é a única possibilidade de resolver o problema do buraco macular, e indicamos com frequencia a sua realização, pois é uma condição que não é tratável com medicamentos. Atenciosamente, Equipe RetinaPro (Dr Alexandre, Dr Edmundo e Dra Thais).

      Reply

  • Cirio gonçalves

    |

    O retinogo e uma especialidade muito especial mas nao divulgada pouca pessoas conhece vcs deveriam divulgar por que ha muito pessoas precisando

    Reply

    • RetinaPro

      |

      Ola Cirio, obrigado pelo contato. Sim, você tem razão. Criamos o blog para alertar as pessoas sobre a importância dos exames periódicos e sobre as doenças da retina. Atenciosamente, Equipe RetinaPro (Dr Alexandre, Dr Edmundo e Dra Thais).

      Reply

  • andrey

    |

    Muito bom seu site. Conteudo muito bom e de qualidade. Layout muito intuitivo.

    Reply

    • RetinaPro

      |

      Opa, obrigado Andrey…São comentários assim que nos ajudam a continuar produzindo conteúdo de qualdiade para ajudar as pessoas. Atenciosamente, Equipe RetinaPro.

      Reply

Deixe um comentário