• Blog
  • Óculos de grau: 5 dicas para escolher melhor!

Óculos de grau: 5 dicas para escolher melhor!

Óculos de grau: 5 dicas essenciais de como escolher

Quando se trata de escolher o seu tipo de óculos, torna-se uma decisão técnica e, ao mesmo tempo, bastante pessoal. Afinal, a aparência do rosto é de grande importância para quase todo mundo.

Mais que isso, os óculos constituem um acessório componente da apresentação visual quando há necessidade de correção de grau. Por essa razão, deve-se encontrar um modelo que atenda às suas necessidades.

No entanto, é preciso considerar os diversos aspectos envolvidos como a indicação médica e suas preferências pessoais. Continue neste post e conheça 5 dicas essenciais que vão ajudar você na escolha dos seus óculos de grau.

1. Defina o material das lentes

A refração é a capacidade que a lente tem de mudar a direção do raio de luz e, desse modo, corrigir o foco, proporcionando uma visão mais nítida. Na escolha do material da lente para óculos de grau, o principal aspecto a ser considerado é justamente essa característica própria de cada produto.

A tecnologia proporcionou o desenvolvimento de inúmeros tipos de lentes a partir de matérias-primas diversas, para óculos e outros auxílios ópticos. Cada material utilizado apresenta características próprias, tornando-o mais indicado para determinadas necessidades.

Existe, assim, uma variedade de lentes em função do material de que são produzidas. De modo geral, podem ser consideradas em dois grupos: lentes inorgânicas ou minerais (vidro) e lentes orgânicas (acrílico).

Vidro

As lentes de vidro, também chamadas de minerais ou inorgânicas, foram as primeiras fabricadas. Ainda hoje, são fabricadas, mas estão em desuso. Esse tipo de lente quebra com mais facilidade em situações de impacto, como nas quedas. Além disso, são mais pesadas e mais espessas.

Acrílico

As lentes de acrílico ou orgânicas são as mais procuradas em razão de sua leveza e maior durabilidade. Na verdade, constituem um grupo de lentes de diferentes materiais, entre os quais se destacam o policarbonato e o Trivex.

Policarbonato

O policarbonato é capaz de produzir lentes bem finas e, ainda assim, muito resistentes. Essas lentes são indicadas, entre outras, para a produção de óculos infantis.

Trivex

Esse tipo de resina produz uma lente ainda mais leve que a de policarbonato.

2. Identifique o tipo de lente ideal para a necessidade

O aspecto preponderante para a escolha do tipo de lente é o erro de refração que se deseja corrigir. De modo geral, os problemas que podem ser corrigidos com o uso de óculos de grau são:

  • miopia: caracterizada pela dificuldade de enxergar objetos distantes, o olho acaba sendo maior do que o normal;
  • hipermetropia: consiste na dificuldade de enxergar de perto, o tamanho do olho é menor do que o habitual;
  • astigmatismo: faz com que os objetos fiquem embaçados tanto para perto como para longe;
  • presbiopia: conhecida como “vista cansada” (não confunda com a fadiga ocular), dificulta o foco de objetos de perto, ocorre em geral após os 40 anos de idade.
    Assim, existem 3 tipos de lentes, segundo o problema a ser corrigido: lente simples (ou monofocal), lente bifocal e lente multifocal.

Lente simples

Corrigem a visão para perto ou para longe.

Lente bifocal

São usadas em pacientes com presbiopia. Lentes do tipo bifocal possuem dois campos de visão: um para perto e o outro para longe. Apresentam uma divisão bem nítida na parte inferior da lente.

Lente multifocal

Também são usadas em indivíduos com presbiopia. As lentes do tipo multifocal possuem um corredor óptico com progressão dos graus.

Desse modo, a parte superior da lente permite a visão a distância, o meio é destinado à visão intermediária, e a parte inferior, à visão de perto.

3. Escolha o material da armação

De modo geral, a estética dos óculos no rosto orienta a escolha pessoal. No entanto, na escolha do material para a armação dos óculos, um aspecto essencial é sua longevidade.

Armações de acetato

Constituem as armações mais comumente utilizadas. Apresentam grande resistência e, em alguns casos, flexibilidade, não ficando deformadas. Além disso, as armações de acetato são as mais indicadas para lentes mais espessas, protegendo-as melhor.

Armações metálicas

Em geral, as armações metálicas são feitas de titânio. Para as pessoas com alergia ao níquel, deve-se observar a presença desse elemento na liga metálica. Ademais, por serem mais estreitas, são indicadas apenas para lentes mais finas.

Armações emborrachadas

As armações emborrachadas ou siliconadas são especialmente indicadas para os óculos infantis. Por serem maleáveis, oferecem menor risco de traumas para as crianças.

4. Prefira o design mais adequado ao rosto

O aspecto estético dos óculos no rosto apresenta grande importância na hora da escolha.

Por sua vez, a espessura da armação, o design, a cor e o material de que é feita constituem variáveis dos óculos que devem combinar com o desenho do rosto. Desse modo, a escolha da armação deve ser de acordo com o formato do rosto.

Rosto redondo

Para o rosto redondo, os óculos devem torná-lo mais fino. Para isso, faz-se uso de armações com linhas retas e formato retangular.

Rosto quadrado

Nestes, os óculos redondos equilibram a estética facial. Ao mesmo tempo, devem ser consideradas as armações menores como mais adequadas.

Rosto oval

O rosto oval comporta bem qualquer tipo de armação. Aconselha-se, apenas, que fique na altura das sobrancelhas.

Rosto triangular

Para o rosto triangular, óculos com armação grande e arredondada são esteticamente mais recomendados.

5. Verifique a necessidade de funcionalidades específicas

Além das características básicas e essenciais para a correção dos distúrbios da visão, as lentes podem oferecer outras funcionalidades, opcionais ou não.

Antirreflexo

O tratamento antirreflexo evita os incômodos dos reflexos da luz, em especial do sol.

Antiabrasiva

Essa qualidade garante menor incidência de riscos na lente. É importante principalmente para crianças e pessoas descuidadas.

Antiestática

A propriedade antiestática aplicada às lentes impede que a poeira se acumule sobre elas.

Hidrorrepelente

Lentes hidrorrepelentes evitam a deposição de líquidos sobre elas e facilitam muito sua limpeza.

Liporrepelente

Lentes com essa funcionalidade sujam menos. Essa propriedade evita as manchas de gordura da pele durante o manuseio, quando se toca na lente.

Proteção UV

A proteção contra raios ultravioleta (UV) do sol é obrigatória nas lentes de óculos. Essa é uma das razões para se operar apenas com produtos e fornecedores confiáveis.

Com essas dicas sobre óculos de grau como escolher, ficou bem mais fácil optar pela escolha do seu. Afinal, além da estética agradável, os óculos precisam ser seguros e confortáveis para cumprir sua missão.

Se você gostou deste post, registre o seu comentário, mesmo se for simples. Ele pode ser útil a outras pessoas interessadas.

Óculos de grau: 5 dicas para escolher melhor!
4.1 (82.67%) 30 votes

Posts relacionados

Comentários (2)

    • Avatar

      RetinaPro

      |

      Ola Buideral, muito obrigado pelas palavras. Atenciosamente, Equipe RetinaPro (Dr Alexandre, Dr Edmundo e Dra Thais).

      Reply

Deixe um comentário