Anemia falciforme pode causar doença na retina?

Anemia falciforme pode causar doença na retina?

A anemia falciforme é uma doença que afeta milhares de pessoas em todo o mundo, mas é pouco conhecida popularmente. Ela afeta as células do sangue, mas pode comprometer outras partes do organismo.

Uma dessas partes são os olhos. Eles podem sofrer com essa patologia e, portanto, devem ser avaliados periodicamente a procura de doenças oculares. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura!

O que é anemia falciforme?

A anemia falciforme é uma doença que cursa com uma modificação na estrutura da hemoglobina, também chamada de glóbulo vermelho. Normalmente, essas células são redondas e elásticas, mas em portadores desta doença elas adquirem aparência de uma foice. Veja a foto que ilustra a abertura deste post.

Tudo isso faz com que a oxigenação dos tecidos fique prejudicada, já que essas hemácias em foice não têm a superfície ideal para carregar o oxigênio. Além disso, ao circular pelos vasos sanguíneos, elas têm uma maior probabilidade de causar lesões e trombos, ou seja, entupimento destes pequenos vasos.

Essa doença ocorre devido a uma mutação genética, o que provoca a produção de hemácias deformadas pela medula. Portanto, para que uma criança possa nascer com esse problema, ela deve receber os genes do pai e da mãe.

A anemia falciforme provoca diversos sintomas sistêmicos como dores articulares, palidez e icterícia, o famoso amarelão. Além disso, ela pode provocar graves alterações nos olhos, podendo em casos extremos evoluir para perda da visão.

Como a doença se manifesta nos olhos?

A anemia falciforme pode provocar diversas doenças oculares, e, portanto, a pessoa que é portadora desta doença deve fazer exames de avaliação periódicos.

As alterações são diversas como a atrofia da íris e uma tortuosidade excessiva dos pequenos vasos sanguíneos da conjuntiva, os chamados vasos em forma de vírgula ou saca-rolhas. Estas 2 manifestações não causam sintomas para os pacientes.

A lesão mais grave da anemia falciforme ocorre quando são atingidos os vasos da retina. A doença pode levar a formação de vasos anômalos no fundo de olho, também chamados de neovasos, nas regiões onde há uma falta de oxigenação da retina. A variante SC da doença é mais comumente associada a doença da retina.

Os neovasos podem provocar hemorragia para dentro do olho (hemorragia vítrea) ou em casos mais graves, descolamento de retina.

Os neovasos em geral são tratados com fotocoagulação a laser. Casos de hemorragia e descolamento de retina podem necessitar de vitrectomia.

Qual a importância de exames periódicos? 

É muito importante a realização de exames periódicos para rastreio de doenças oculares causadas pela anemia falciforme. Isso se dá principalmente pelo caráter silencioso das alterações, que podem permanecer sem sintomas por muitos anos.

A pessoa só consegue sentir quando ocorre uma complicação mais grave, como hemorragias extensas e descolamentos de retina, problemas que podem levar a perda de visão. O rastreio precoce pode proteger a sua visão, com cuidados realizados pelo oftalmologista.

Procure um bom especialista e procure orientações sobre a anemia falciforme. Não deixe de fazer o rastreio de doenças associadas e cuide de sua saúde ocular!

E aí, gostou do nosso texto? Aprendeu como a anemia falciforme pode estar associada às doenças oculares? Então assine a nosso newsletter e fique por dentro de vários conteúdos como esse!

Anemia falciforme pode causar doença na retina?
5 (100%) 1 vote

Tags:

Prof. Dr. Edmundo Almeida

Prof. Dr. Edmundo Almeida

Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Pará (1976) e doutorado em Oftalmologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1981). Membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e da Sociedade Brasileira de Retina e Vítreo. Pós-doutorado pela Université de Paris (1982). Atualmente é professor adjunto de graduação e residência médica em oftalmologia da na Universidade Federal do Pará, professor adjunto da Universidade do Estado do Pará, Coordenador do Serviço de Prevenção da Retinopatia da Prematuridade na Santa Casa de Misericórdia do Pará e Hospital de Clínicas.Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Oftalmologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Doenças da retina e vítreo, Cirurgia da Catarata, Transplante de Córnea, Uveítes, Prevenção da Retinopatia da Prematuridade e Hanseníase ocular.

Comentários (4)

  • Avatar

    Sanches

    |

    Olá Boa tarde,muito importante as suas informações.
    Muito obrigado pelas orientações.
    O maior problema no nosso país são os altos custos com exames e após estes
    o valor que se paga por um bom óculos.
    Mas valeu mesmo.

    Reply

    • Avatar

      retinapro

      |

      Obrigado Sanches. Atenciosamente, Dr Alexandre Rosa

      Reply

  • Avatar

    Valdemir Luciano

    |

    Ótimas todas as informações.

    Reply

    • Avatar

      RetinaPro

      |

      Ola Valdemir, obrigado pelo contato e pelas palavras. att RetinaPro

      Reply

Deixe um comentário